terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Fracturado

Sinto, mas não tudo. Sinto a totalidade, mas somente de cada parte.
Estou fracturado.
Não tenho noção do que é a minha constituição. Não percebo a razão desta sensação.
Permaneço aqui, ou, pelo menos aquilo que resta do que costumava ser eu continua nestas andanças...
Tenho necessidade de me compreender, de me completar, de reunir as peças do puzzle por decifrar, mas não tenho energia suficiente...
A minha vontade é deixar-me levar, pedacinho por pedaço. Deixar a água do mar lamber-me e dissolver-me, permitir que faça parte da sua imensidão...
Não temo ser pequeno... Nunca fui grande! Apenas, quero ser menor. E ser até deixar de ser...

2 comentários:

ShakiJúnior disse...

lindo! :p

Vanessa Kiekeben disse...

espero que nunca deixes de ser porque aquilo que tu és tem imenso valor :)